Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DE VOLTA OUTRA VEZ

eu, tu...e o palco.

DE VOLTA OUTRA VEZ

eu, tu...e o palco.

Richard Hawley - Valentine

por devoltaoutravez, em 27.02.08
De um "festival para gente sentada",
directamente para aqui...Richard Hawley!!!! 

os nossos...

por devoltaoutravez, em 24.02.08

 

porque afinal o Porto também merece e o resto do país também. é bom que se lembrem que apesar de não haver políticos que apostem na cultura neste Grande Porto...existe muita, muita gente que aprecia cultura e há gostos para tudo. há dias atrás o meu gosto foi este que vos deixo aqui (para mais tarde recordar...) ...parabéns á adptação e aos actores.

ainda dentro de um comboio...

por devoltaoutravez, em 22.02.08

fotografia

 

um filme que me apanhou de surpresa e gostei.

a viver

por devoltaoutravez, em 18.02.08

dá-me agora a tua mão e vamos correr atrás do comboio para o apanharmos a tempo...porque acredito ainda termos tempo para sermos felizes, para marcarmos lugar numa boa praia, para nos rirmos a 4, para jantarmos a 4  numa varanda do sol ...

 

não estou a exagerar...quero que a primavera seja tempo sem guerra, que o verão seja de longas noites sem querer adormecer, de invenções a quadriplicar...porque o merecemos.

 

estamos no mesmo filme de vida, tens um quintal maior que o meu...tenho uma rua maior que a tua...

 

estamos na mesma chuva, sorrimos com a mesma chuva, rimos ao passar na mesma esquina...

 

o comboio terá lugar para nós...numa estação de s. bento (monumento de filme), numa emoção que é vida.

 

 

o comboio está de saída...

por devoltaoutravez, em 16.02.08

 

 

acabadinho de ler...

por devoltaoutravez, em 09.02.08

O Amor é...mais um livro lido de Júlio Machado Vaz (este veio com um CD) e mais um livro de um grande comunicador. Não foi propriamente dos livros do autor que mais gostei de ler mas pelo menos ter ouvido no cd alguns, poucos, excertos do programa de rádio com o mesmo nome foi um bom bálsamo. Julgo aprender muito quando ouço (mais do que quando leio) tudo o que o Júlio M. Vaz  transmite com o seu sotaque do norte e a sua benfiquite aguda. Há poucos como ele, a falar de assuntos tão complexos (porque nós os tornamos) mas de uma forma tão agradável e cativante... como o Amor, a Sexualidade, as Relações Afectivas...

 

Não é uma questão de tolerância, é uma questão de aceitação séria.

 

 

«O que é o amor? Não sei. Talvez o sangue da memória, não há presente ou futuro quando o passado perdeu calor e seiva.» A palavra «amor» presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atracção, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. Fala-se de amor nas mais diversas formas: amor físico, amor platónico, amor filial, amor a Deus, amor à vida. É o tipo de amor que tem relação com o carácter da própria pessoa e a motiva a amar.

fotos de um carnaval à beira-mar

por devoltaoutravez, em 06.02.08

 

 

 

Mas o que esperam para demitir este senhor?

por devoltaoutravez, em 04.02.08

Lisboa, 02 Fev (Lusa) - O Director Nacional da Polícia Judiciária admitiu, numa entrevista conjunta Rádio Renascença/Público, de que a RTP transmitiu hoje excertos, que poderá ter havido "precipitação" na constituição como arguidos dos pais da criança Madeleine McCann, desaparecida em Maio passado no Algarve.

 

Contiuamos, assim, a brincar com a vida das pessoas. Ainda continuamos a achar que a nossa Polícia é das melhores do mundo? Ainda continuamos a pensar que a nossa Justiça existe? Sinto-me indignado, gozado. Por favor, demita-se.

cão que sou

por devoltaoutravez, em 01.02.08

cão que és, na rua perdido ou na mão que te afaga todos os dias. cães que somos, perdidos e abandonados. cães que somos, com trela curta ou liberdade absoluta. olhar triste de quem perde um amigo, olhar grande de quem vê chegar o amigo. frio de uma praça que nos acolhe, cobertor a que temos direito. cão. no mundo. irmão que me fugiste, que nunca chegaste a ter nome ou então que nunca te conheceram o nome. o que sou, o que somos. numa vida de cão, numa vida de amor.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D